Páginas

domingo, 28 de julho de 2013

TAMBÉM OS AMORES DO OUTRO LADO...


Também os amores do outro lado

CÍNTHIA CORTEGOSO
cinthiacortegoso@hotmail.com
De Londrina-PR


“O espírito é eterno e infinito.”
Isso li, certo dia, num livro bem antigo, nem mais capa possuía.
Essa afirmação, dentro de nossas possibilidades, traz um inicial entendimento da grandeza dessa centelha.
Eterno significa para a vida toda, ou melhor, a vida de forma esplendorosa, magnânima, não só uma passagem, mas toda a constituição do que se viveu e do que se apreenderá.
Infinito quer dizer não ter fim, que há espaço incalculável para o sentimento do espírito. Tudo o que conquistou será parte dele.
As vivências existidas foram na companhia de muitos outros espíritos que hoje se encontram em lugares e, consequentemente, momentos distintos. Companheiros com tanta identificação que incontáveis deles acabaram por fazer parte de nossos corações. Não se pode tê-los todos conosco ao mesmo tempo, mas é extraordinário imaginar que tantos dos nossos amores estão em outro local, outra dimensão; eles existem.
Se com os da convivência atual há doação e preenchimento do bálsamo do amor e do aprendizado e, ainda, compreender que por tantos outros somos amados em vibrações mais rápidas, ou seja, elevadas, sem dúvida, mais um presente, por Deus, favorecido.
Eu os amo neste momento, os amei no passado e no futuro continuarei a amá-los.
Meu sentimento me guiará na vida; o que eu pensar transformarei em imagem imediata. Então, quero pensar também nos meus amigos de outro tempo, mas que perduram, eternamente, junto aos do presente, completando o meu coração.
O amor é o sentimento mais perfeito; com ele se renova, traz a cura e a força, pode-se alcançar seres e lugares inimagináveis, descortina-se os olhos dos negativos encantos e põe em atividade a sublimidade da vida.
Os amores de ontem, de hoje, de amanhã são a conquista do tempo em ação.
Se o espírito é eterno e infinito, então que ele cultive a natureza maior, absoluta para sentir, o quanto antes, o júbilo da existência com a certeza dos incontáveis amores também em outras esferas.
Mais uma página do livro antigo se abriu com o vento suave. Mais um ensinamento para o tempo presente sobre a eternidade e a sabedoria que a vida possui.




Visite o blog Conto, crônica, poesia… minha literatura:http://contoecronica.wordpress.com/

Seguidores