Páginas

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

MÃE SUPERA PERDA DE FILHO COM DEDICAÇÃO E FÉ!!!


Trazemos hoje o depoimento emocionado da professora e bailarina Viviane Prudêncio, que mandou sua história de fé e superação para o site do GNT e foi selecionada para o "Programa Viver com Fé" (veja episódio na Globo Vídeos). Viviane perdeu o filho ainda bebê, após uma gravidez inesperada, mas muito feliz. Hoje, ela se sente uma mulher mais forte e certa de que seu pequeno Miguel cumpriu uma grande missão em vida.


* * *


"Abril de 2007, Páscoa.
Meu sonho: viajar para dançar. Tempo para realizar: 2 meses. Já estava tudo acertado havia passado em uma seleção para bailarinos e dançaria na China por 3 meses. Mas tudo mudou quando descobri estar grávida de 2 meses.

Sempre fui contra o aborto, mas cheguei até a pensar na hipótese, tudo pelo sonho de dançar fora, mas depois de uma linda declaração de amor do meu noivo, faltava apenas comunicar a família. Minha mãe ao me olhar já soube que seria avó e não escondeu o contentamento. Já para o meu pai foi um pouco difícil. Mas só nos dois primeiros dias: nada como um belo gol do Botafogo – time de toda a família – para eu voltar a ser a Vivi de sempre.

Aos 22 anos descrente de qualquer religião bastou apenas as primeiras batidas do coração daquele feijão saltitante na ultra para algo começar a se transformar dentro de mim. A fé brotava e crescia em mim assim como aquela semente. O nome escolhido foi Miguel – enviado por Deus. E era preciso mesmo crer, com a vinda dele, pois eu sem nem saber precisaria muito da fé que me preenchia a alma dia após dia. Aos 7 meses um alarme falso me fez ficar de repouso absoluto por exatamente um longo mês; logo depois disso o apressadinho, em 02/10/2007, nasceu.



Viviane e o pequeno Miguel
Só que ele precisou ficar na UTI logo após o nascimento e foi lá que minha história de superação começava a acontecer. Miguel entrou em coma na noite de seu nascimento e a partir daí abdiquei da minha vida e passei a viver em função dele. Com um mês de vida, ao ser diagnosticado como Síndrome Hipóxico Isquêmica Grave, Miguel nos ensinou que paciência, esperança, fé, amor, dedicação e superação seriam e são o conjunto da obra de Deus.

Após longos 8 meses e 21 dias vivendo dentro de uma UTI com muitas complicações respiratórias, operações, transfusões e de muita perseverança, Deus me deu a oportunidade de levá-lo para casa com toda equipe médica. Foram os 5 dias mais felizes da minha vida e não há palavra que decifre tal contentamento: ele finalmente em casa. Depois de 5 dias sua missão foi cumprida e, em 28/06/2008, Miguel fez sua passagem. Deixando para um grande legado de fãs uma história de superação e amor incondicional porque os seus dias de luta haviam se tornado dias de glória.

Hoje, agosto de 2012, após perder mais uma gravidez, penso nele e o mesmo me enche de esperança me confortando mais uma vez e acalmando-me com a certeza de um reencontro".
Viviane Prudêncio

Seguidores