Páginas

terça-feira, 9 de outubro de 2012

PENSANDO EM TI FILHO MEU



Pensando em ti Filho meu!
Quando vejo as flores no jardim
Quando vejo o orvalho nas flores
quando vejo a beleza das manhãs
Quando vejo os pássaros voando

Quando vejo os vales e as montanhas
Quando vejo o imenso e o infinito
Quando vejo crianças brincando
Quando vejo apertos de mãos
Quando vejo a luz e a vida

- Por incrível que pareça -

Tudo o que, às vezes, me faz pensar em vc
é, ao mesmo tempo, o que me leva
a nunca esquecer-me de Deus.

É Ele que me faz ver
em tudo o que encanta
Um pouco de tudo o que tu és para mim!
 
(Vânia Antunes) 


Escolhi este clip, porque por incrível que pareça, meu amor, cantava toda essa música para mim, quando tinha 4 aninhos de idade apenas, hoje somente me resta chorar e tentar não ficar louca e nem cometer loucura alguma, por ter tido um filho tão carinhoso e tão especial e hoje, estou aqui sem nenhuma razão para viver, tendo que me reinventar a cada dia, porque quem sempre teve a casa cheia de adolescentes como , eu que tudo era na  minha casa, que estava sempre cheia e ás vezes tinha 6 até 8 dormindo tudo esparramados depois das festas (o que sempre gostei), nunca proibi meus filhos de nada, mas como uma boa mãe coruja,deixava minhas corujinhas em casa e ainda adotava a dos outros... Hoje acordo e olho para trás e o peso da solidão e da falta do meu filho, tem horas parecem que não irei suportar tamanha provação... Mas o que me leva é minha fé, sempre imbatível, insuperável, sigo na minha "existência", relegada a minha insignificância de um ser que precisa muito evoluir e aprender, preciso muito ajudar, dar a minha humilde contribuição aqui nesse mundo, para que um dia eu ao terminar a minha missão aqui, eu vá enfim ficar ao lado do meu True Love, que sempre foi a única felicidade que tive na vida....
Mas mesmo sofrendo muito, nunca me revoltei contra Deus, porque eu o conheço detodomeu coração, sei que ele nada tem a ver com a morte de meu filho, seria até contraditório uma pessoa nascer para a Espiritualidade como eu e não conhecer a Magnitude da Grande Fonte do Universo, que como PAI, também não queria que seus filhos sofressem, mas as escolhas erradas foram nossas unicamente, então temos que colher aquilo que plantamos nesta ou em outras vidas...

Seguidores