Páginas

quarta-feira, 15 de maio de 2013

QUANDO O AMOR VIRA SAUDADE DE REPENTE...


Quando o amor vira saudade de repente,
Nada é capaz de aliviar a dor.
Nada é capaz de secar as lágrimas,
Nada é capaz de fazer voltar o calor.

O inverno se instalou na minha alma.
Chuva e vento agora moram em mim.
Meus olhos transbordam a enchente da saudade,
Que inunda minha vida, uma noite sem fim.

Noite escura, sem lua nem estrelas...
Parece que a alegria não vai mais amanhecer.
Na tristeza estagnada, feito lama, no meu peito,
Parece que o riso não vai mais acontecer.

O pranto que insiste em meu rosto rolar,
Deixa em minha boca um travo ruim.
Jamais pensei sentir tanta saudade!
Jamais pensei que você se fosse assim!

Eu preciso entender sua partida.
Preciso enfrentar a solidão que me sorri.
Mas sua ausência é tão presente em mim agora,
Que é difícil aceitar que você não está aqui.

Quisera poder voltar no tempo,
Prá te dizer tudo o que eu não fui capaz.
Prá te dizer que você é e sempre sera o grande amor da minha vida,saudades eternas meu filho muito amado,sua mâe

Seguidores