Páginas

domingo, 21 de abril de 2013

QUANDO VOCÊ FOI EMBORA...









“Quando você foi embora fez-se noite em meu viver “
Me senti frágil , impotente
Olhei para o céu e não vi a luz
Procurei a terra e não senti o chão.
Um misto de medo e horror
Numa linguagem diferente declarei o meu amor
Foram dias e noites em busca de explicações, justificativas, justiça.
Caminhei sozinha.
Seu retrato estampado nas minhas costas e o boletim de ocorrência na bolsa
Parecia um conto sem ponto final.
Todas as noites arrumo seu quarto
Deito na sua cama e penso em você
Ouço a sua voz, como de costume “mãe, cheguei”
Abro o seu armário , visto sua roupa e sinto o seu perfume.
Nem sempre choro, mas no silêncio do meu grito muitas vezes desejei morrer.
Não é fácil esta espera.Talvez um ano. Muitos anos
Uma década
Será que você volta ?
Não tenho certeza de nada.
Sei apenas que não tenho culpa
Filho, faça desse submundo o passaporte para um vida digna que aqui eu vou estar te esperando sempre.
Volta pra casa, pra gente ser feliz de novo.
( By Solange Kamyllis )

Seguidores