Páginas

terça-feira, 10 de julho de 2012

QUAIS AS CONDIÇÕES PARA O RECEBIMENTO DE UMA PSICOGRAFIA?

Uma sessão pública de psicografia se reveste de um caráter universalista como dizia nosso querido Chico Xavier.

    Não se objetiva a conversão de ninguém à doutrina espírita mesmo porque ela não se impõe se aceita livremente conforme o seu entendimento.

    São dois os objetivos destas sessões públicas:
1° Trazer um lenitivo, uma consolação aos que pranteiam a ausência física de seus entes queridos mediante o seu regresso a pátria espiritual.
2° Despertamento aos valores da solidariedade, fraternidade e caridade.

    Lembrando que uma mensagem psicografada sempre será o resultado final de 3 esforços:
1° Do coração saudoso: A sua perseverança nas sessões, os laços estreitos de afinidade que tem pelo ente amado, laços estes que continuam preexistindo nos dois lados da vida.
2° Do ente querido: Das condições em que ele se encontre na vida espiritual, da sua aceitação e adaptação a vida maior, da sua disponibilidade de comparecer as sessões de psicografia e a sintonia favorável que venha estabelecer com os médiuns para que o contato se efetue.
3° Dos médiuns: Que em nome da misericórdia de Jesus se apassivam procurando viabilizar o contato entre as duas faixas de existência.

    Deve-se ter em mente que os benfeitores amigos que coordenam uma sessão como esta sempre irão priorizar os casos considerados mais graves além das condições atuais do espírito comunicante.

    O contato espiritual será sempre o resultado do que o espírito conseguir transmitir e do que o médium foi capaz de captar.

    Orientamos os que desejam participar destas sessões a leitura de obras que possam orientá-lo com relação ao intercâmbio mediúnico entre elas: Falando com Espíritos. Falando com Espíritos da teoria á prática.

    Superando a dor da morte; aos que crêem aos que não crêem, de autoria do médium Rogério H. Leite.

Seguidores