Páginas

terça-feira, 3 de março de 2015

REENCARNAÇÃO E O ESQUECIMENTO DO PASSADO:







Mesmo entre os que compreendem a reencarnação, há aqueles que não entendem ou não aceitam o esquecimento do passado.

Quem desconhece a realidade da reencarnação alega que, se já houvesse vivido antes, deveria lembrar. Acha que reencarnação não existe, pois não se recorda de nenhuma vida anterior a esta. Quem pensa assim não percebe que o cérebro físico não poderia arquivar lembranças de algo que não viveu, algo de que não participou. O cérebro físico só guarda registros de fatos que chegaram a ele através dos cinco sentidos físicos. Lembra quais são eles? Isso eu decorei aos sete anos: visão, audição, paladar, olfato e tato. São os sentidos que captam informações exteriores e transmitem essas informações ao cérebro.

Entre os que compreendem a reencarnação também há os que acham que deveríamos lembrar de nossas vidas passadas. Cada um pensa como quiser. Mas o esquecimento do passado doespírito imortal é uma das maiores dádivas que a Vida nos oferece. É talvez o mais precioso exemplo da misericórdia divina. Deus sempre nos concede novas oportunidades de aprendizado. O que não aprendemos numa etapa, podemos aprender na etapa seguinte.

Acho que é normal ter curiosidade de saber quem fomos, o que fizemos, onde vivemos, com quem convivemos. Você sabe que muitos espíritos reencarnam juntos várias vezes, ligados por fortes laços de união ou discórdia.


Não estamos preparados para lidar com essas informações. Não estamos prontos para reconhecer em nossos familiares pessoas que nos prejudicaram ou que foram prejudicadas por nós em outras vidas. Como você se sentiria se lembrasse, de repente, que você cometeu verdadeiras atrocidades contra uma pessoa que você ama? Melhor deixar assim por enquanto…

Também há quem gostaria de lembrar de suas vidas passadas para compreender melhor a si mesmo, para descobrir a origem de seus medos, seus males, suas dificuldades. Muitos fazem regressão de vidas passadas nessa tentativa de resgate de si mesmo. Não posso falar com profundidade de um assunto que desconheço. De qualquer modo, não me parece que seja necessário fazer regressão para conhecer seu íntimo.

Por que buscar a causa de nossos males no passado se essas causas estão conosco, onde quer que estejamos? As razões dos seus medos, dos seus males e de suas dificuldades estão em você, não precisa ir longe para encontrá-las.

Aprendemos vagarosamente. Cada falha de caráter, cada defeito, cada traço negativo que você tenha desenvolvido em sua trajetória milenar exige de você uma profunda mudança interna, uma vontade firme e forte de realizar a sua reforma íntima. É provável que você esteja tentando se livrar dos mesmos defeitos há várias reencarnações.

O espírito é sempre o mesmo. Não importa se você foi membro da nobreza, bruxa, soldado, camponês, cortesã, monge. Você é você. Você é espírito imortal. E por mais que mudem os cenários, por mais que sejam diferentes os costumes, as ocupações ou as pessoas que você conheça ao longo da sua experiência espiritual, você é sempre você. Em essência, você é sempre o mesmo. Você é um ser individual, único.

Os defeitos que você tem hoje são os mesmos defeitos que você tinha ontem. Eles acompanham você há muitas vidas. Antes que você reencarnasse, antes que você retornasse ao planeta para ser quem você é hoje, você estava plenamente consciente dos seus defeitos.


Quer conhecer esses defeitos? Quer saber o que falta para você superar o estágio em que se encontra hoje? Procure responder a si mesmo quais são os desejos que você não consegue controlar. Desejos, em nosso estado evolutivo, são tentações. São barreiras que devemos superar para vencermos a nós mesmos. Essas tentações podem ser o dinheiro, o poder, o sexo exacerbado. São pontos fracos que devem ser desenvolvidos, equilibrados. Se cada um de nós conseguir superar um só defeito, nesta passagem pela matéria, já teremos conquistado um grande avanço.

Seguidores